Em destaque'

PEDRO METAMORFOSE  

   A exposição é composta por 35 pinturas, escolhidas pelo próprio artista, que formam uma retrospectiva de todas as fases de sua produção, desde os trabalhos de pintura surrealistas, até suas pinturas modernas e abstratas. Pedro Metamorfose é um artista plástico mineiro, que nasceu em São João Del Rei em 1966, esbanja sua brasilidade dentro e fora do país com suas lindas telas.    
   A arte de Pedro Metamorfose segue uma intenção, quebra um sistema e suas regras criando assim seu estilo próprio, que é de sempre mandar uma mensagem através de sua arte. O que a rege é uma ética artística de prática contemporânea, relacionada somente às condições representadas por ela mesma. Para Pedro os motivos variados, estilos e citações da história da arte, porém, seu único e grande tema, em última análise, é a pintura. Suas peças são expressivas e modernas.      
   A vida de Pedro se resume a não se fixar em um só estilo, tema ou conteúdo, tem origem em sua própria biografia. Artista plástico, escultor, compositor, poeta, escritor, capoeirista, violonista, professor e pintor de vários estilos faz do seu mundo uma permanente alegria de viver. É um eterno amante de tudo que concebe no seu mundo de artes. Sua esfera cultural não se restringe somente as artes, mas também busca suas inspirações no ambiente social e político.        Dessa mudança radical permanecem, para sempre, grandes certezas e obrigações nas artes. “Eu não sou seguidor de sistemas, de vertentes ou de intenções”. Quem viu seus primeiros passos pode falar, esse menino não terá nenhum programa, nenhum estilo, apenas nasceu mais um ser sensível e especial nesse mundo de raças e cores.    
    É importante ressaltar que em sua exposição “Metamorfologia das Artes” Pedro Metamorfose com muito carinho apresenta também algumas telas com toques e pinceladas de suas alunas, alunas essas que se apaixonaram pelo mundo das artes. Seu intuito como professor e amigo foi sempre de mostrar para suas alunas como é o mundo de um artista plástico, Pedro nunca foi de instruir, mas sim de mostra como o mundo das artes pode mudar sua vida.
                                   
Domingos de Souza
Dedicatória 
Cidade Mofa

Cidade Mofa

O Trilho e a Cidade em Prosa

O Trilho e a Cidade em Prosa

Mulher Tatuada

Mulher Tatuada

Europa Viva

Europa Viva

Mulher ao Relento

Mulher ao Relento

Paraíso das Águas

Paraíso das Águas

Europa Mulher

Europa Mulher

Timidez

Timidez

O Aborto

O Aborto

O Pescador de Sonhos

O Pescador de Sonhos

Adão e Eva no Paraíso dos Negócios

Adão e Eva no Paraíso dos Negócios

O Homem sem Distinção

O Homem sem Distinção

A Luz na Escuridão

A Luz na Escuridão

A Bailarina

A Bailarina

Os Menestréis

Os Menestréis

Espelho da Bondade

Espelho da Bondade

Meu Nordeste Querido

Meu Nordeste Querido

Solidão

Solidão

Índio Guerreiro

Índio Guerreiro

Vergonha e Racismo

Vergonha e Racismo

O Choro da Natureza

O Choro da Natureza